BlogBlogs.Com.Br

VIII Bienal Internacional do Livro do Ceará

sexta-feira, 14 de novembro de 2008 · 0 comentários

Chico Anysio: com o tema ´A Aventura Cultural da Mestiçagem´, a VIII Bienal Internacional do Livro do Ceará tem como principal homenageado o humorista e escritor cearense


A oitava Bienal do Livro começa hoje, com a expectativa de dobrar o número de visitantes de sua última edição A necessidade de concentrar ações e estandes faz das bienais de livro eventos naturalmente agigantados. Gigante pretende ser a VIII Bienal Internacional do Livro do Ceará, ação cultural da Secretaria da Cultura do Estado em parceria com o Sindicato do Comércio Varejista de Livros do Ceará (Sindilivros - CE), que tem abertura oficial marcada para às 19 horas. O tema deste ano é “A Aventura Cultural da Mestiçagem”, que perpassará palestras, debates e discussões entre editoras e livreiros de países de língua portuguesa e espanhola. O humorista e escritor cearense Chico Anysio será o grande homenageado da edição, que trará obras de cerca de 450 editoras. Para a maratona cultural, que acontece simultaneamente no Centro de Convenções e na Unifor, que começa hoje às 9 horas e segue até o próximo dia 21, os organizadores esperam atrair 750 mil visitantes. “Se chegarmos a este número, vamos superar a Bienal de São Paulo, que atraiu 600 mil pessoas e é a maior do País”, conta o secretário da Cultura Auto Filho.

leia mais

fonte: http://diariodonordeste.globo.com

Sai novo livro de José Saramago, 'A Viagem do Elefante'

sexta-feira, 7 de novembro de 2008 · 0 comentários

Escritor português ganhador do Nobel de Literatura vem lançar sua obra no Brasil no dia 27 de novembro

SÃO PAULO - A épica viagem do elefante Salomão nasceu na imaginação do escritor português José Saramago em 1999, mas só tomou forma como livro no ano passado, quando ele esteve entre a vida e a morte.
A Viagem do Elefante chega segunda-feira, 3, às livrarias, em lançamento da Companhia das Letras.

Veja também:

linkLeia trecho de 'A Viagem do Elefante' lista

linkConfira o blog de Saramago forum

Os leitores terão tempo para saborear a leitura até a chegada do autor ao Brasil, no final do mês, quando promove seu lançamento - no dia 27, Saramago participa de um encontro com os fãs no Sesc Pinheiros. Na mesma época, será homenageado pela Academia Brasileira de Letras, em cerimônia realizada no Rio de Janeiro. E, finalmente, cederá objetos e manuscritos para uma exposição a ser aberta no Instituto Tomie Ohtake.

Uma celebração da vida do autor português mais lido no planeta. Meses atrás, o próprio Saramago não conseguia imaginar que lançaria mundialmente o livro no Brasil. Ele sofreu uma grave doença respiratória, da qual temeu não escapar. "Escrevê-lo não foi um passeio ao campo: Saramago lançou-se a esta tarefa quando estava incubando uma doença que tardou meses a deixar-se identificar e que acabou por manifestar-se com uma virulência tal que nos fez temer pela sua vida. Ele próprio, no hospital, chegou a duvidar que pudesse terminar o livro", escreve Pilar del Río, com quem Saramago é casado. O texto figura no blog do escritor (http://blog.josesaramago.pt), no qual ele vem registrando suas impressões a respeito da recepção do livro e também de O Ensaio Sobre a Cegueira, versão cinematográfica dirigida por Fernando Meirelles.

Pilar conta que, aos olhos do escritor, o livro de 262 páginas não lhe pareceu um romance, daí tratá-lo como conto. A história se baseia em um fato verídico, ocorrido em 1551, quando dom João III, então rei de Portugal, decidiu presentear o arquiduque da Áustria com um elefante indiano.

Organizou-se, então, uma comitiva formada por homens e bois que acompanhou o animal de Lisboa até seu destino final, Viena. E, como quase ninguém conhecia um elefante, sua passagem por vilas e aldeias provocava festa e espanto. A partir desse fato inusitado, Saramago utiliza seu tradicional humor e pregação humanista para mostrar a habitualmente difícil relação do homem entre si e também com os animais. Uma solidariedade compassiva, como já observou Saramago.

A idéia de A Viagem do Elefante surgiu quando o escritor visitou a Áustria, há quase dez anos, e almoçou, por acaso, em um restaurante de Salzburgo chamado O Elefante. Na narrativa, Saramago uniu figuras históricas verdadeiras com personagem criados em sua imaginação. "Estas são pessoas que os membros desta caravana encontram na sua viagem, e com quem partilham perplexidades, esforços e a harmoniosa alegria de um telhado sobre as suas cabeças", disse, em entrevista à imprensa espanhola.

Mesmo temendo não concluir o livro por causa do agravamento da doença, Saramago conta que não alterou a história original. "Os anos não passam em vão. Não foi um passeio no jardim. Algo do que vivi terá passado para o que escrevi. Mas, de qualquer forma, os elementos essenciais da história não mudaram", disse ele, revelando sua felicidade e alívio por ter concluído o trabalho. "Escrevi os meus três últimos livros no mais deplorável estado de saúde, que não é de todo o mais favorável para idéias felizes. Prefiro dizer: se tens que escrever, escreverás."

"Pode a literatura salvar a nossa vida?", pergunta o entrevistador. "Não como um medicamento, mas é uma das fontes mais ricas onde o espírito pode beber."


fonte

http://www.estadao.com.br/arteelazer/not_art270358,0.htm

Escola do Livro promove palestra com orientações práticas sobre o novo Acordo Ortográfico

terça-feira, 4 de novembro de 2008 · 0 comentários

As novas normas da ortografia da língua portuguesa vão trazer mudanças significativas para as editoras brasileiras, principalmente aquelas que atuam no segmento de didáticos, cujos livros devem estar adaptados às novas regras a partir de 2009. Atenta a essa questão, a Câmara Brasileira do Livro (CBL) promove, no dia 13 de novembro, a palestra Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, dentro da programação da Escola do Livro.
O curso será ministrado pelos professores José Carlos Santos de Azeredo e Godofredo de Oliveira Neto, no Auditório da CBL, rua Cristiano Viana, 91 – Pinheiros, das 10h às 12h. A taxa de adesão para associados da CBL é de R$ 60,00. Os interessados podem entrar em contato pelo telefone (11) 3069-1300 ramal 129 ou no e-mail eventos@cbl.org.br. Para fazer o download da ficha de inscrição clique aqui.
José Carlos de Azeredo
Doutor em Letras pela UFRJ, onde lecionou por 25 anos, José Carlos de Azeredo é professor adjunto de Língua Portuguesa da UERJ desde 1997. É autor de Iniciação à sintaxe do português (1990), de Fundamentos de gramática do português (2000) e de Ensino de Português: fundamentos, percursos e objetos (2007), publicados por J.Zahar Editor. É coordenador do livro Escrevendo pela nova ortografia (Publifolha) e autor da Gramática Houaiss da Língua Portuguesa, a ser lançada brevemente numa parceria entre a Publifolha e a Paracatu, editora do Instituto Antônio Houaiss.
Godofredo de Oliveira Neto
Com graduação (1976) e mestrado (1979) em Letras pela Universite de Paris III - Sorbonne-Nouvelle, e doutorado na mesma área pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1989), o professor Godofredo de Oliveira Neto é romancista e contista, tendo sido agraciado pelo Prêmio Jabuti em 2006. Autor de nove livros, adotados e estudados em escolas e universidades, entre elas UNICAMP, UFRJ, UFSC, UFMA, UFAC e AMAN, é professor de literatura brasileira nos cursos de graduação e pós-graduação da Universidade Federal do Rio de Janeiro desde 1980. Exerceu cargos administrativos na área da Educação, entre eles o de subsecretário de Educação do Estado do Rio de Janeiro (2007) e de embaixador para a América Latina da Academia Européia de Ciências, Letras e Artes. É presidente do Conselho Científico do Instituto Internacional de Língua Portuguesa da CPLP com sede na cidade da Praia, Cabo Verde. Atualmente, preside a comissão de Língua Portuguesa do MEC.

COMO UM MÍSTICO AMARRA OS SEUS SAPATOS - O segredo das coisas simples

sábado, 1 de novembro de 2008 · 0 comentários


Selo Vozes Nobilis
Editora: Vozes
Autor(es): Lorenz Marti
208 páginas
Peso: 214 gramas
1ª edição (2008)


Preço: R$ 19,90

Qual a diferença entre uma pessoa mística e uma pessoa comum? Como um místico prepara um café, como lava a louça ou... amarra seus sapatos? A resposta a essas perguntas nos leva a transformar radicalmente a maneira como realizamos as nossas tarefas diárias, às quais damos pouca importância, por acharmos - equivocadamente - que são apenas os grandes momentos da vida que lhe dão sentido. A espiritualidade só tem significado quando tem a ver com a vida concreta. Quando ela torna o dia-a-dia amplo e profundo, quando areja e anima. A espiritualidade não se deixa planejar, organizar, dominar. Sua força movimenta, derruba ordens estabelecidas, abre espaço para o novo.

Comprar


Blogs parceiros

Denuncie crime na Internet

Disque 100

Disque 100
Denuncie a violência contra a criança

Meia Amazonia não